Se deseja dar a sua opinião sobre Luis Cília e a sua obra envie um mail

(leonardo.verde@gmail.com)

 

   excerto da canção: 

 3a 11 de março

 

 

 

Vinham vestidos de pombas

os corvos da reacção

mas deixaram cair bombas

ramos de oliveira não

 

Ou talvez de uma oliveira

cujas raízes malinas

envenenavam a jeira

subiam pelas esquinas

 

Estrangulavam o povo

nas aldeias na cidade

e agora querem de novo

roubar-nos a liberdade

 

Mas nem rajadas nem votos

nada nos pode travar

nem os medos mais remotos

nem estes corvos no ar.

p´ra resistir dia a dia

 

Veio Abril não se fechou

a porta da tua casa

a leveza de uma asa

e a memória dolorida

Estão a postos na vida

que de mês a mês marcamos

Foi contigo camarada

que na cidade ocupada

em Abril nos levantámos.

 

 

Caixa de texto: "Transparências"

 

Caixa de texto: Poesia de
J.Correia Tavares

Caixa de texto: luis cilia
 

Canções neste disco:

 

        <Anterior  -  Seguinte>

 

 

página inicial