Caixa de texto:  
 
Luis Cilia no início da sua carreira foi ator/cantor em peças de teatro. Em particular note-se que foi o único português no Grupo Teatral "La Carraca" o qual desenvolveu a sua atividade em Paris nos anos sessenta. Neste grupo, entre outros integrava Paco Ibanez e Juan Manuel Serrat.
 
 
 
"Ma déchirure" de Jean-Pierre Chabrol, encenação de Gabriel Garran - 1968 
                   (Luis cilia é aqui também actor/compositor/interprete - personagem Jaime 
                    Ruiz, clique na imagem ao  lado para ouvir uma das canções desta peça, 
                    no youtube)
 
 
"Ai estes malditos domingos" de Osvaldo Dragun; encenação de João Guedes -1978
 
 
 
 "A menina Júlia" de Strindberg; encenação de João Guedes-1980.
"A Paixão segundo P.P.Pasolini"; encenação de Filipe la Féria
"Avareza, luxúria e morte" de Valle Inclan, encenação é de Blanco Gil - 1987.
                  (clique nas imagens ao lado  para ouvir duas das canções 
                   desta peça, no youtube)
"A bela portuguesa" de A.Bessa Luis; encenação de Filipe la Féria - 1987
"Electra ou A queda das Máscaras" de M.Yourcenar; encenação de Filipe la Féria - 1987
 
 
 
"Scène à Scène" de e encenação de Serge Sandor - 1993
"Os cornos de D.Frioleira" de Valle Inclán; encenação de P.A.Osório - 1994
"A morte de um caixeiro viajante" de A.Miller; encenação de José Peixoto - 1995
"Três num baloiço" de L.Lunari; encenação de José Peixoto.
"As Presidentes" de Werner Scwab; encenação de João Lourenço -1996
"Haja Harmonia" de Mário de Carvalho; encenação de J.Peixoto.
"Bingo" de Edward Bond; encenação de J.Peixoto.
"Se perguntarem por mim não estou" de Mário de Carvalho; encenação de J.Peixoto.
"Danças a um Deus Pagão" de Brian Friel; encenação de Rosamaria Rinaldi -1996
"O Campiello" de Carlo Goldoni; encenação de J.Peixoto -1998
"Está aí alguém?" de Cucha Carvalheiro; encenação de Natália Luiza - 1998
"O poço e o pêndulo" de E.Allan Poe; encenação P.Tavares e P.Murteira.
 
 
 
“Amor, verdade e mentira” –Marivaux – encenação de José Peixoto -2002
"A grande Imprecação diante das muralhas da cidade" - encenação de José Peixoto -2004
“Os guardas do Museu de Bagdad “- Teatro dos Aloés - José Peixoto -2005
"1755 - O grande terramoto",  Teatro da Trindade - 2006
“Vinte e Zinco”, de Mia Couto com encenação de Maria João Rocha -2007 (foto ao lado)
 
 
 
"Os juramentos indiscretos" P.de Marivaux  com encenação de José Peixoto - 2012
 

Caixa de texto: teatro

Caixa de texto: luis cilia

Caixa de texto: mais de 50 anos de música