Aqui poderá ouvir a versão desta canção inserta no LP "Meu País", 1970

 

 

 

 

E aqui (clique na imagem) poderá ver no youtube uma gravação na TV francesa do Luis Cília a cantar esta canção (1966)

 

 

 

 

Luis Cília interpretou em Turim, no segundo Festival de Folk (1966), a canção "Canto do Desertor". Posteriormente este Festival foi parcialmente divulgado em disco de vinil numa colectânea. Recentemente este Festival é divulgado num CD o qual contém gravações do primeiro e do segundo Festival (este CD, com capa em tons de verde mais claro, incluiu a faixa de Luis Cilia). A colecção de discos "Avanti popolo: Due secoli di canti popolari e di protesta civile" editada em Itália, reedita esta mesma interpretação ao vivo de Luis Cilia no disco "Due tre molti Vietnam. L'internazionalismo." Em cima poderá escutar esta gravação.

 

 

1b – Canto do desertor

excerto da canção

 

 

Oh mar… oh mar…

Que beijas a terra,

Vai dizer à minha mãe

Que não vou p`rá guerra.

 

Diz, oh mar, à minha mãe,

Que matar não me apraz

No fundo quem vai à guerra

É aquele que a não faz.

 

Vou cantar a Liberdade,

Para a minha Pátria amada,

E para a Mãe negra e triste

Que vive acorrentada.

 

Mas a voz do nosso povo,

No dia do julgamento,

Te dirá a ti, oh mar.

E dirá de vento a vento,

 

Quem são os traidores,

Se é quem nos rouba o pão

Ou se nós os desertores

Que à guerra dizemos «Não».

 

 

 

Poesia de

Luís Cília

Canções neste disco:

 <Anterior  -  Seguinte>

 

página inicial