2b Prelúdio

 

 

 

 

 

 

Tombam secretas madrugadas
e rios densos de pavor
de tuas pernas devassadas
por meu instinto e meu amor.

Em teus joelhos levantados
tocam as pontas de uma estrela
(Quaisquer receios de pecados
empalidecem à luz dela...)

E as tuas ancas repousadas,
pra que o meu corpo se concentre,
esperam, cativas, - que as espadas
de amor se cravem no teu ventre.

luis cilia

Poesia de

David Mourão Ferreira

 

Caixa de texto: "Penumbra"

 

 

 

 

 
 

Canções neste disco:

 <Anterior  -  Seguinte>

 

página inicial