Se deseja dar a sua opinião sobre Luis Cília e a sua obra envie um mail

(leonardo.verde@gmail.com)

 

   excerto da canção: 

1b – Resposta

 

 

 

 

A quem nos acusou por sermos fortes

a quem nos combateu porque a razão

se incendeia e revive à nossa beira,

respondo, não nascemos em abril,

não somos um punhado nem cem mil

somos milhões e milhões na terra inteira.

 

A nossa força vem-nos do trabalho

que tudo transforma e modifica,

que sempre nos fez e faz irmãos

por isso nos unimos e avançamos.

A nossa luta tem mais de cem anos

escritos com fogo nas nossas mãos.

 

Há quem nos tema, há quem nos ataque,

detentores de antigos privilégios

que hoje temem a nossa vitória.

E é natural que nos combatam

são eles dia a dia que nos matam

contra eles construímos nós a história.

 

Os símbolos que vão nesta bandeira

assustam quem nunca lhes pegou

quem nunca debulhou na nossa eira

quem antes e depois de do mês de abril

nos teme por não sermos só cem mil

mas milhões e milhões na terra inteira.

 

 

Caixa de texto: "Resposta"

 

Caixa de texto: Poesia de
Manuel Correia
 
 

Caixa de texto: luis cilia
 

Canções neste disco:

 

      <Anterior - Seguinte>

 

 

página inicial

 

 

Caixa de texto: A Estudantina Feminina de Coimbra, em 2011, interpretou ao vivo na atividade: "Mulher: a cor do mundo", a canção “Resposta”.
Clique na imagem para ouvir esta interpretação no youtube.