Se deseja dar a sua opinião sobre Luis Cília e a sua obra envie um mail

(leonardo.verde@gmail.com)

 

   excerto da canção: 

1a Cantigas

 

 

 

 

A razão só a domina
o que a ela se escraviza.
Se a morte é humana sina
é porque à vida é precisa.

Não há dor sem alegria
nem alegria sem travo.
No homem a rebeldia
é como o aroma no cravo.

A rebeldia se vota
o que a servidão enjeita.
Onde se tema a derrota
não há coragem perfeita.

Rosa que estás em botão
não te abras em mãos impuras.
Não anda sem pisar chão
mesmo quem anda às escuras.

Só quem não pensa não erra
erro não é falsidade.
Quanto mais perto da terra
mais uma ideia é verdade.

A razão da noite escura
opõe-se a do claro dia.
Ama a paz quem a procura
e não quem a desafia.

Não há sossego que valha
não se ter opinião.
É de trigo e não de palha
que sempre se fez o pão.

Quem entende que a palavra
valha oca de conceito.
Lavrador que a terra lavra
é que a ela tem direito.
 

 

Caixa de texto: "Contradições"

 

Caixa de texto: Poesia de
Armindo Rodrigues

Caixa de texto: luis cilia
 

Canções neste disco:

 

      <Anterior - Seguinte>

 

 

página inicial