Se deseja dar a sua opinião sobre Luis Cília e a sua obra envie um mail

(leonardo.verde@gmail.com)

 

   excerto da canção: 

2a – Hino de 1º de Abril

 

 

 

 

Os milicos milicazes

nunca foram maus rapazes.

 

Quando matam, quando esfolam,

quando capam, quando amolam,

quando todos se rebolam

prós ianques que os engrolam,

ou quando cantam de galo,

ou relincham de cavalo,

ou vão puxando o badalo

mais o saco de gargalo,

ou quando vendem a terra

e as riquezas que ela encerra,

ou quando rolham quem berra

ou mesmo quem embezerra,

ou quando as serras napalmam,

e com fogo tudo acalmam,

ou quando bancos empalmam

e corruptos se desalmam

é tudo sempre por bem.

De Pelotas a Belém

não duvide nunca alguém

seja fortudo ou pelém,

que os milicos milicazes

nunca foram maus rapazes.

 

 

Caixa de texto: "Sinais de Sena"

 

Caixa de texto: Poesia de
Jorge de Sena

Caixa de texto: luis cilia
 

Canções neste disco:

 

        <Anterior  -  Seguinte>

 

 

página inicial