Se deseja dar a sua opinião sobre Luis Cília e a sua obra envie um mail

(leonardo.verde@gmail.com)

 

   excerto da canção: 

4a – Vilancete

 

 

 

 

- Meu corpo, que mais receias?

- Receio quem não escolhi.

 

- Na treva que as mãos repelem

os corpos crescem trementes.

Ao toque leve e ligeiro

o corpo torna-se inteiro,

todos os outros ausentes.

 

Os olhos olham no vago

das luzes brandas e alheias;

joelhos, dentes e dedos

se cravam por sobre os medos...

Meu corpo, que mais receias?

 

- Receio quem não escolhi,

quem pela escolha afastei.

De longe, os corpos que vi

me lembram quantos perdi

por este outro que terei.

 

 

Caixa de texto: "Sinais de Sena"

 

Caixa de texto: Poesia de
Jorge de Sena

Caixa de texto: luis cilia
 

Canções neste disco:

 

        <Anterior  -  Seguinte>

 

 

página inicial