3a – Flor da Murta

 

 

 

 

Esta canção parece datar do século XVIII, do reinado de D.João V e ser alusiva aos amores deste rei com D.Luisa Clara de Portugal cognominada Flor da Murta.


Oh! flor da murta
Raminho de freixo
Deixar d'amar-te
É que t'eu não deixo.

Morrer sim
Mas deixar-te não
Oh! flor da murta
Amor do meu coração.

Oh! flor da murta
Do meu coração
Deixar d'amar-te
Ai não deixo, não.

 

luis cilia

Poesia de

anónimo

 

Caixa de texto: "O Guerrilheiro"

 

 

 

 

 
 

 

 

 

 

 

Esta faixa foi reeditada no disco "Cancioneiro" mas com melhor qualidade sonora. O excerto sonoro aqui colocado é do disco "Cancioneiro".

Canções neste disco:

 <Anterior  -  Seguinte>

 

página inicial