1b – Soneto incompleto

 

 

 

 

 

 

Como foi, meu amor, que não nasceste,

e, onde não sonho, um berço me ficou?

Eu cartas escrevi, que nunca leste;

desejos tive de quem nunca amou.

 

De me fugires, andei quanto perdeste,

e de tão pouco resisti qual sou.

Como foi, meu amor, que não nasceste,

e, onde não sonho, um berço ficou?

 

 

 

luis cilia

Poesia de

Jorge de Sena

 

Caixa de texto: "Sinais de Sena"

 

 

 

Canções neste disco:

<Anterior  -  Seguinte>

 

página inicial